sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

CORRIDA SAGRADA 2016

Cheguei bem na subida da Colina Sagrada! Obrigado Senhor do Bonfim!
Último esforço, no final da ladeira, antes de pisar no tapete vermelho!
Subindo alegremente, com o apoio do amigo Valdir Landulfo!

70ª Corrida oficial, 74ª medalha e 7ª vez que participei da Corrida Sagrada. Não foi meu melhor desempenho, mas fiz um tempo razoável e dentro de minhas condições atuais (00:41:37), o que me permitiu ficar em 329/524 no geral masculino e 7/10 na minha faixa (70/74), conforme se vê abaixo:  

CORRIDA SAGRADA 2016 - 14/01/2016

Relatório por Faixas Etárias

M7074

Class Num Nome                                                         Sx Idd    T. Bruto   Equipe
1        409   GILNADEJE REIS DO NASCIMENTO M 72 00:32:51 PODIUM 
2        443   AGNALDO PERCILIANO DE ALMEIDA M 71 00:33:48 AMAR BAHIA 
3        467   VALMIR GREGORIO COSTA M 72 00:37:40 
4        432   CLIMARCIO DE OLIVEIRA M 70 00:37:53 CEFD PM 
5        464   FERNANDO SANTA IZABEL M 74 00:39:35 
6        421   JOSÉ UBIRATAN RIBEIRO LIMA M 70 00:41:11 HÉRCULES 
7       404   JOSÉ AMÂNCIO NETO M 72 00:41:37 TRIPLAFORMA 
8       501   MARINALDO SOARES DE BRITO M 70 00:43:03 P4 COMBUSTÍVEIS / GRUPO DEZ 
9       442 JOSÉ TRINDADE COSTA LAGE M 72 00:50:12 AMAR BAHIA
10     465 GILBERTO DE JESUS CHAVES M 74 01:17:18

M7579

1      462  JAIME RIBEIRO DE OLIVEIRA M 75 00:40:40 
2      461  RAIMUNDO ARAÚJO OLIVEIRA M 76 00:43:36 
3     460  JOSÉ MILTON PEREIRA M 77 00:49:13 
4     416  EDVALDO ELISIO PEREIRA COUTINHO M 75 00:52:01 JC-CORB 
5     457  CARLOS AUGUSTO DE OLIVEIRA M 78 00:53:47 


Esta corrida é SAGRADA! o nome não poderia ser mais apropriado, pois é a primeira corrida oficial de Salvador e todos corredores de rua, tanto da capital como do interior da Bahia e até de outros Estados, devotos ou não do Senhor do Bonfim, fazem questão de participar, para iniciar o ano com suas bençãos! 


O CALENDÁRIO de corridas de rua na Bahia começa oficialmente na 2ª quinta-feira após o Dia de Reis, que é comemorado pelos católicos no dia 06 de janeiro, quando é realizada a tradicional festa da Lavagem do Bonfim e a Corrida Sagrada abre as festividades.

Tradição mantida há mais de dois séculos, a Lavagem do Bonfim, que foi tombada pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como Patrimônio Imaterial Nacional, é marcada pela forte presença do sincretismo religioso entre o catolicismo e o candomblé. Devotos do Senhor Bom Jesus do Bonfim e Oxalá se reúnem para festejar, prestar homenagens e pagar promessas no cortejo em direção à Colina Sagrada. Além do contexto religioso, a Lavagem do Bonfim também é caracterizada pela grande festa que acompanha e circunda o trajeto de fé.

Até o ano de 2008 em participava da festa da Lavagem do Bonfim e fazia o percurso caminhando, mas para "beber todas", do que propriamente por devoção. Nem sabia que havia uma corrida!


Minha primeira participação na Lavagem foi no ano de 1994, pois acabara de me aposentar como funcionário do Banco do Nordeste e já podia "farrear" num dia que não era feriado bancário.


Em 2009, foi a primeira vez que participei sem ingerir uma gota sequer de álcool, considerando que havia parado de beber exatamente no dia 11/10/2008.

Estava há apenas 3 meses sem beber e essa foi, por assim dizer, "minha prova de fogo", pois fiquei  até o final da tarde, bebendo só refrigerante "H2o".

Foi, não tenho a menor dúvida, a ajuda do Senhor do Bonfim que me deu forças para me mantar sóbrio e abandonar o vício. No ano de 2010 participei de minha primeira Corrida Sagrada.

Por se tratar de uma corrida muito especial para mim, pois foi neste circuito que estreei no mundo oficial de corridas de rua, faço questão de me apresentar “à caráter”, ou seja, vestido totalmente de branco.

Apesar de ser um percurso muito pequeno para os atletas de nível mais avançado (6.8 km), para mim é considerável, de modo que não negligenciei na preparação. Com as  festas de fim de ano e  o recesso dos clubes, a tendência da maioria dos corredores é parar de treinar. Não foi o meu caso – treinei praticamente todos os dias, sempre com o objetivo de não “fazer feio”.

Este ano foi a primeira vez que participei como integrante de minha nova Assessoria Esportiva - Triplaforma/Marathon, cuja direção, capitaneada por Cláudio e Fabiano foi responsável por conseguir a adesão de um grupo considerável de alunos que, com uma bela camisa, se apresentou como provavelmente o maior e mais bonito da festa. 


Parte da galera da Triplaforma

 As belas da Triplaforma






Robério Siqueira

A largada foi dada por volta de 7h08m. Fiquei bem na frente, no meio dos corredores de elite, de modo que só via gente passando por mim "voando". Não me entusiasmei e mantive meu planejamento, que era de não forçar na saída. Assim, fiz o primeiro km em pouco mais de seis minutos e somente depois do 2º km foi que aumentei um pouco o passo. 

Segui no meu ritmo e depois de uns 3 km percorridos passei a fazer algumas ultrapassagens. Depois um pouquinho do Largo dos Mares, estava o posto de hidratação. Não sei se foi porque "cheguei tarde", mas o fato é que só encontrei água quente!!!

Quando estava na frente do Hospital de Irmã Dulce, vi que o tempo estava avançado para eu chegar no fim almejado, que era abaixo de 40'. Foi então que alcancei o colega do BNB, Aliomar França e solicitei seu incentivo para me ajudar no km final.  Aí forcei um pouco e só reduzi na subida da ladeira, quando recebi o apoio do amigo Valdir Landulfo e, de fato cheguei ao meu limite, mas o esforço não foi suficiente para atingir a meta. Foi um momento de grande emoção, pois ouvi vários amigos gritarem meu nome! Aff!!!!! Esta ladeirinha no final não é fácil!!!

Com a medalha no pescoço e o kit lanche na mão, encontrei alguns amigos, inclusive o querido José Ramos (Raminho), da minha antiga Assessoria Sport Run. 

Fotos dos amigos:

Ultramatonista Roberto da Encarnação, mostrando nos dedos que esta foi sua 10ª participação!

Maratonista Douglas Cerqueira
Albert Lopes e filho
Marily
Albert Lopes  e Ana Alice

Alzenir Barreto

Dani Tapioca
Juliete Barreto

Maria Cunha e Viviane


Ângela


Serjão
Robério Siqueira e amigos


Jefferson Pataro
Veteranos com o ultramaratonista Roberto da Encarnação
Prof. Og Robson, Presidnete da FBA
 Pódio Masculino:
1 807 HÉLIO CÁSSIO BISPO DOS REIS M 34 00:19:27 CAETANO TELES
2 685 JOSÉ NILSON DE JESUS M 39 00:19:32 MULTSPORT
3 809 ANTONIO SANTOS DE JESUS FILHO M 33 00:20:08 CAETANO TELES
4 548 ANTONIO CARLOS BORGES M 31 00:20:24
5 810 ALAN BIZERRA DE OLIVEIRA M 30 00:20:31 CAETANO TELES
 Fotos de Alberto Rezak
Pódio Feminino:
1 117 MARILY DOS SANTOS F 38 00:23:04 FERBASA / MULTSPORT
2 264 GIOVANA SANTOS PEREIRA F 44 00:23:28
3 289 REBECA RODRIGUES COSTA F 33 00:23:57
4 273 ELIANE COSTA DE JESUS F 40 00:25:54
5 65 DJANE SANTOS DE OLIVEIRA F 27 00:26:14 RAFAEL PERALVA
Camisa do evento
Camisa Feita pela Triplaforma, especialmente para o evento.
Campeã Marily dos Santos

Gilnadeje Reis, vencedor de minha faixa etária;

José Barros Amorim, vencedor da nova faixa etária (80 acima)
Majestosa Igreja da Conceição da Praia, onde acontece a largada.


Eliana Ledinik e Berilo Júnior

Fabiano
Maria

Ana Alice
Boca

Bernardo, Amabel, Katinha e Francis

Mario e Fred

Inaldo Júnior
Larissa e Viviane
Ana Alice


Até breve.....

8 comentários:

  1. Show de imagens. Mantenha-se no esporte, meu velho. Vc é um ídolo para muitos de as vezes metade da idade que vc tem. Parabéns por mais uma lavagem do bonfim sóbrio e que Deus lhe mantenha dessa forma.

    (runnerhostil42@blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Valeu Bruno! Muito obrigado pelo incentivo! Abr

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!! O Senhor é o meu grande incentivador. Às vezes bate o desânimo, mas leio os seus textos e me animo novamente em treinar. Abs!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, seu Amâncio. Sou produtor de Patrícia Abreu, da TV Bahia, Globo Esporte, e ela me indicou o senhor para uma possível reportagem. Pode me mandar seu contato para o email victor.lopes@redebahia.com.br ? Fico no aguardo!

    ResponderExcluir