terça-feira, 23 de agosto de 2016

CIRCUITO DE CORRIDAS CAIXA 2016 - ETAPA FORTALEZA


NomeJOSE AMANCIO NETO AMANCIO
Número441
EquipeAMANCIO
SexoM
Distância10
CategoriaM7099
Idade72
Data da Etapa07/08/2016
Número de voltas1
Tempo BrutoRitmoClassificação / CategoriaClassificação Sexo
01:10:087:016
Tempo BrutoRitmoClassificação / CategoriaClassificação Sexo
01:08:066:496456
Tempo extra oficial no Garmin (1.6093 x 6,16 = 9,9)

Esta foi minha 73ª corrida oficial e 77ª medalha conquistada. Aconteceu no Circuito de Corridas Caixa 2016 , Etapa Fortaleza, realizada no dia 07/08/2016.

Camisa do evento
Medalha do evento
Fortaleza é uma cidade maravilhosa! Na mesma vivi momentos importantes de minha vida, quando era funcionário da ativa do Banco do Nordeste e sempre ia visitá-la, seja a trabalho ou a passeio. Assim, tenho um carinho especial pela mesma, que cada dia fica mais bonita!  

No período de 03 a 07/08/2016 voltei a essa bela cidade, para participar do IX Encontro de Representantes dos Aposentados do BNB, na qualidade de Representante da AABNB de Salvador.

Naturalmente não poderia perder a oportunidade de fazer o que gosto, que é treinar corrida de rua e Fortaleza oferece as condições ideais, em sua maravilhosa Av. Beira Mar. Desse modo, para aumentar a motivação, resolvi fazer uma "prova" em quatro etapas, a qual intitulei "Maratona Alencarina", começando no dia 04/08, com 11,5 Km.

Distância em milhas (1.6093 x 7,18 = 11,554)




Nesse mesmo dia (04/08) foi iniciado o Encontro no qual pude me inteirar de tudo que está acontecendo nos órgãos relacionados com os funcionários do BNB, ativos e aposentados, quais sejam BNB, Capef, Camed, Afbnb e AABNB e reencontrar velhos amigos dos tempos de labuta profissional. 

Galeria de ex Presidentes da AABNB























































Presidente da AABNB, Arcelino Ferreira

Germano
Manoel Carvalho

Manoel Carvalho e esposa
Miguel Nóbrega e Waldir
Francisco Ribeiro Monte
Arcelino e Amorim
Luiz Carlos Bezerra Lima
Melk e Arnóbio
Manoel Antônio, Zilana Ribeiro e Edvaldo Edson

Raimundo Lourival
No segundo dia do Encontro (05/08), saí cedo para treinar e tive a satisfação de contar com a companhia dos colegas Germano, Edvaldo Edson, Irineu, Chico Bodocó e Moacir, os quais estão nas fotos abaixo. Como costumo fazer às sextas-feiras, vesti uma camisa branca e escolhi a que participei da 88ª São Silvestre, em dezembro de 2012. Corri 10,2 km.

(1.6093 x 6,35 = 10,219)
Estátua de Iracema

Edvaldo Edson
Moacir
Irineu, Chico Bodocó, Germano e Edvaldo Edson.

Após um ótimo café da manhã no Seara Praia Hotel, os trabalhos do Encontro prosseguiram até o no final da tarde e encerramento ocorreu com um jantar no restaurante do próprio hotel. 

Diretora do BNB, Eliana Brasil
Galas, Tomaz Aquino e Arcelino Ferreira
Amorim e Moacir












Chico Bodocó e esposa, recebendo o brinde das mãos do Diretor Galas e a Secretária Tina Campos
Amorim, Moacir e Germano
No sábado, 06/08 fiz mais um treino na Av Beira Mar, quando a mesma estava repleta de corredores, numa prova inequívoca da paixão do cearense pelo esporte. Em contrapartida, o poder público valoriza demais a atividade, reservando uma pista da bela avenida só para adeptos do esporte. Contei com a companhia dos colegas Germano, Edvaldo Edson e ainda encontrei o velho amigo Edmo Linhares. Fiz 10,5 km, tendo sido uma parte caminhando. 


(1.6093x 6,53 = 10,5)


Germano e Edvaldo Edson
Germano e Edvaldo Edson

Edmo Linhares e Edvaldo Edson
Ainda no sábado pela manhã, Marcos Manoel de Almeida, meu querido amigo desde agosto de 1965, quando nos conhecemos em Cícero Dantas, foi comigo ao Shopping Iguatemi para pegar o kit da corrida. Em seguida, juntamente com minha esposa Graciene e os compadres Germano e Iclea, fomos almoçar no tradicional restaurante Alfredo, do qual guardo boas lembranças, quando de minhas primeiras viagens à Fortaleza nos anos 70.

Amigo Marcos Manoel
Graciene, Iclea e Marcos
No domingo, 07/08, acordei cedo para participar da corrida, cuja largada estava prevista para 6:45 h, no Marina Park. Infelizmente não pude contar com a companhia da amiga Lia Campos, corredora que adora viajar, para me encantar com as histórias de suas viagens pelo mundo, pois a mesma se sentiu indisposta e não pode participar, como estava combinado. 

Assim, efetivamente frustrado, pois contava com ela para me apresentar a outros corredores e tornar a prova mais agradável, fui para o local da largada. 

Encontrei com duas figuras muito conhecidas nas corridas cearenses, Manoel Djacir e Carlos Eneudo, que costumeiramente se fantasiam de "O Zorro" e "Tiririca", respectivamente, os quais já conhecia, da corrida que participei em Fortaleza no ano de 2014

O Zorro e Tiririca
Tiririca

Foi a primeira vez que participei de uma corrida completamente sozinho e confesso que não gostei da experiência. Os corredores e corredoras cearenses são muito animados, mas desta vez não consegui interagir com nenhum, de modo que não tive alternativa senão me contentar e me concentrar na corrida. 

Não tinha nenhuma pretensão de fazer um bom tempo na prova e idéia era fazer só um regenerativo, mas a solidão me levou a buscar um incentivo e assim imprimi um ritmo que me permitiu fazer os 10 km em menos de 70 minutos, o que está bem razoável, considerando o momento que me encontro, qual seja o de procurar seguir a filosofia do corredor Marcos D'Ajuda, divulgada através do seu site Correndo pelo Mundo e também no facebook, cuja leitura sugiro. 

O percurso é de média dificuldade, haja vista que tanto a largada como a chegada de uns 500 metros cada foram em piso de paralelepípedos, bem como uma ladeira de uns 300 metros em seguida, além de um trecho de quase um km também de calçamento com pedras. Com uma Beira Mar tão bela e apropriada para a prática de corrida, não entendo como a organização optou por fazer em um local com essas dificuldades. Todavia, certamente deve ter tido suas razões, provavelmente por questões relacionadas ao fechamento do trânsito. 










Apesar de ter corrido 32,2 km nos três dias anteriores, me senti plenamente confortável, concluí a prova muito bem e completei assim a "Maratona Alencarina" que me propus a fazer. Tive oportunidade de conhecer o vencedor da minha categoria (70/74), o "jovem atleta" José Luiz Bezerra, que fez o tempo líquido de 00:51,59. Em Salvador ele também estaria entre os primeiros. 


José Luiz Bezerra

Até breve.....





















2 comentários:

  1. Que beleza de relato meu Compadre. Gostei da sequencia dos comentários com as fotos. Lamentei não ter podido ir torcer no horário da corrida. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado compadre Germano. Você como sempre muito carinhoso e incentivado.
      De fato sua ausência foi minha primeira frustração, pois contava com você para fazer as fotos da corrida. Uma pena você não ter ido. Um abraco

      Excluir